RUI VELOSO

RUI VELOSO
RUI VELOSO

Se perguntarmos qual é o músico preferido dos portugueses a resposta é: Rui Veloso. Segundo a Marktest os portugueses elegem-no como o seu artista. É o grande nome da música portuguesa e um dos mais influentes com uma carreira repleta de sucessos que atravessam gerações. 

Cantor compositor e guitarrista, começou a tocar harmónica aos seis anos. Mais tarde deixar-se-ia influenciar por B.B. King e Eric Clapton, e lançou, com vinte e três anos, o álbum que o projectou no panorama da música nacional: Ar de Rock. Dele fazia parte a faixa Chico Fininho, um dos maiores sucessos da sua obra e de Carlos Tê, seu letrista. Entre os seus restantes sucessos fazem parte Porto Sentido, Não Há Estrelas No Céu, Sei de Uma Camponesa, A Paixão (Segundo Nicolau da Viola) e Porto Covo.

 

Na década de 1990 integrou o Rio Grande, formado por Tim, João Gil, Jorge Palma e Vitorino, num estilo de música popular com influências alentejanas que alcançou uma considerável popularidade. Dessa experiência resultariam dois discos, um de originais em 1996, outro ao vivo, em 1998.

Em 2000 lançou a compilação O Melhor de Rui Veloso - 20 anos depois, seguindo-se um disco de tributo dedicado ao seu álbum de estreia: 20 anos depois - Ar de Rock.

 

Em 2003, a mesma formação dos Rio Grande, mas sem Vitorino, voltou a juntar-se no projecto Cabeças no Ar, dedicado a canções nostálgicas que remontam aos tempos da escola, entre elas “O Primeiro Beijo”.

 

Regressou aos discos de originais, em 2005, com “A Espuma das Canções”. Em 2006 comemorou 25 anos de carreira, ocasião brindada com três concertos, dois no Coliseu do Porto e um no Pavilhão Atlântico, este último gravado e editado em 2009 “Rui Veloso ao Vivo no Pavilhão Atlântico”.  

 

Em 2010, volta a esgotar os Coliseus de Lisboa e do Porto e cinco anos mais tarde, ao comemorar os seus 35 anos de carreira esgota o Meo Arena com um concerto único. 

 

Desde então foram muitos os espetáculos, participações e colaborações e, mesmo  passados quatro décadas de carreira, e do lançamento do seu disco de estreia “Ar de Rock”, Rui Veloso continua a levar a sua música, agora também de todos nós, e a manter-se como a grande referência do cancioneiro português. E uma vez num concerto do Rui Veloso, afinem-se as vozes, para cantar em uníssono todas as canções de várias gerações.

Rui Veloso | Não me mintas
Rui Veloso | Nunca me esqueci de ti
REDES SOCIAS
  • Grey Facebook Icon
  • Instagram - Cinza Círculo
  • Grey YouTube Icon

© 2020 |  PG Booking | Agenciamento e Produção de Espetáculos

RUI VELOSO